terça-feira, 23 de setembro de 2008

surrender.



Só sentar embaixo de uma árvore favorita, a qual eu nunca tive, era tudo o que queria agora.
Relaxar e desvairar, falar comigo mesmo... me entender. Certos assuntos a gente só comenta com nós mesmos, conseguimos confidenciar com nós mesmos, conseguimos enganar a nós mesmos...
E se eu sumisse? E se a síndrome do "Pequeno Príncipe" cair sobre mim e a vontade de ter um planetinha com florzinhas e galhos vier a me preencher?
Um lugar onde eu não sou vulnerável, onde nada me atinge, onde não há dor e a solidão não é um castigo.


Me ausentar, pelo menos uns tantos de instantes, pra poder me encontrar de novo. Ah, como eu queria, Deus, ter o prazer da mudança de uma águia. Ter o prazer e a adrenalina do vôo de um passarinho, pra fazer tudo passar rapidinho...

Mas sou desprovido de planetas, galhos, florzinhas, bico e asas. Bico pra mim só nos momentos de raiva, e esses já se tornam companheiros de cada dia, asas só as dos meus pensamentos.


Perdoem, mas essa vida de satura.


[...]

5 Comentários:

Às 6 de outubro de 2008 21:08 , Blogger Carola. disse...

ele é o bom, sempre foi.








ASAS...

 
Às 5 de novembro de 2008 12:21 , Blogger 9 Arte disse...

Quem uk se sentiu assim com vontade de sumir, d fikr só... Somos serem complexos temos ora vontade de sermos preenchidos por várias pessoas como tmb as de existir em completa solidão.

Kika

 
Às 8 de dezembro de 2008 19:19 , Blogger Aline Lima disse...

tá esquecendo de olhar para si e, no alumbramento do que vc é, perceber melhor suas asas, e sua capacidade de lançar-se em pleos vôos.

ah! quanto a uma árvore só sua, planta ela hoje, no agora, que logo logo ela te retribuirá com sombra.

alegria meu caro!
não deixa o cotidiano nesse planeta azulzinho te saturar não.

sejamos "um tanto bem maior" que isso, combinado assim?

meu super beijo!
Aline. ><

 
Às 14 de dezembro de 2008 21:04 , Blogger Tainá Facó :) disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
Às 14 de dezembro de 2008 21:09 , Blogger Tainá Facó :) disse...

Esse seu sentimento é comum, mas nunca é tarde para recomeçar, para viver! Encontrar-se, conhecer-se, todo mundo quer e não é preciso sumir para isto. Pense que a vida taí, e enquanto você quer sumir, voar, pessoas querem andar e, pelo menos, enxergar! Pense no lado bom que a vida te oferece. Tem tanta coisa bonita lá fora!

Adorei seu texto e como tu escreves!

Beijo grande!

Boa semana!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial